Sobre dias ruins...

Sabe aqueles dias ruins? E quando a semana toda é bem ruim? Você faz como?


Eu tive que aprender nesse longo 2017, que os dias ruins passam, mas tem semaninhas que vou te contar viu gentem... SEM-OR, parece que tem um treco garrado que puxa outros trecos... Sai pra lá, né?


Eu sou das que chora. Tá ruim, vamos chorar pra desabafar. E as vezes funciona, outras não. Eu fico emburrada também, mas já melhorei bastante essa parte de mim... Sabe ter preguiça até de ficar emburrada? Trabalhamos direto aqui... hahaha E essas semanas ruins, me dão vontade de escrever(vide 2 posts num blog morto em apenas uma semana...hauha)


Sempre sou a pessoa que anima todo mundo, e as vezes acho que me animar é difícil. Eu peço apenas que as pessoas continuem me amando em dias ruins, porque eu sou chatona e reclamo muito(mas também já melhoramos um pouco isso por aqui..huaha)


Mas reavaliando tudo na vida(depois dos 30 eu faço isso com muita frequência), eu vi que a saída mais linda pra mim, para a minha BAD, são meus filhos. Gente, eles me amam sem saber se estou alegre ou triste, se estou nervosa, se estou calma, se estou ocupada ou descansada.


Eles me amam como eu sou e apenas por ser quem eu sou.


CARA... (pausa dramática para dizer: TENHAM FILHOS).


Ai na quarta-feira, dia master da bad da vida inteira, eu decidi que ninguém ia pra escola, que a gente ia pra casa da vovó e que iríamos apenas dançar, ao som de qualquer coisa.


Comemos juntos, nos arrumamos, fomos pra casa da vovó e rolou vários papos cabeça no carro, até chegar lá. Foi massa, foi revigorante, foi de encher o coração de muito amor e pensar: faz tempo que eu não faço isso. A correria da vida, faz a gente ficar cada vez menos com os nossos... Não por opção, mas por necessidade mesmo.


Mas naquele momento, eu era deles, somente deles... sem tv, sem celular, sem whatzap de trabalho... Parei pra pensar quanto tempo tinha, que a gente não tinha uma conexão tão profunda - e não fiquei tanto tempo pensando nisso não, senão eu ia ficar pior...hahaha - Apenas tentei curtir o momento.


Aí eu percebi, que a minha vida só faz sentido, por causa deles. Porque eles estão aqui. Óbvio que tem mais um monte de coisa, né gentemmmmm... Mas eles me dão o gás que eu preciso, para não desanimar. Como que desanima, se você tem duas pessoas que dependem de você? Dá até vontade, mas o instinto materno não deixa...hahaha


Nos outros dias ruins, saquei minha câmera que tava empoeirada na bolsa, e comecei a fotografar minhas riquezas aqui dentro de casa mesmo, que delicia ver as fotos das minhas crianças, que falta me faz, fotografar com mais frequência e ficar com essa máquina guardada na bolsa. Eu preciso deixá-la a mão, pra não perder nada de lindo que eles fazem, porque eles são maravilhosos e todos os dias, temos descobertas novas...



Sobre os dias tristes, sim, eles vão passar... Mas minhas preciosidades, estão logo ali, no quarto ao lado, prontas pra me dar um beijo, um abraço e um cheiro.


A certeza do amor e cuidado deles, me faz melhor a cada dia.


Obrigada meu Deus, por cuidar de mim de forma tão concreta, através deles...


Em resumo, depois de uma semana intensa de sentimentos, me resta dizer que a nossa família, é tudo na vida da gente. Que tá ruim, mas pode melhorar, VAI melhorar, eu creio... Amém?


Que Deus abençoe você que lê até o final sempre...hahaha E quem não lê também.


Me digam aí, o que te faz melhorar da BAD, quando ela vem?


Beijokas,

Érika DalCol


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Pinterest Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon

© 2016 criado por Érika DalCol 

© Copyright
Gestantes - <3
00:00 / 00:00