Sobre ter o segundo filho...

Costumo dizer que pra ter o segundo filho, você não pode pensar muito, apenas ter. E é verdade, ainda mais quando o primeiro já estiver na idade que Mateus estava. Companheiro, independente... Daqueles que você chega do almoço do domingo e pode deixar vendo TV na sala e ir dar aquele cochilo, que ele fica de boa...rs Mas aí, você tinha um sonho de ter dois, e com isso, a hora vai chegando e o tempo não dá desconto. Mas então vou começar tudo dinovo? Vixe... Sim! Eita. Tá vendo? Não dá pra pensar, se você pensa muito e pensa no quanto está caro ter filho(sou da teoria de onde comem 3, comem 4, mas tá caro pra xuxu ter filho sim, até mesmo os adeptos dessa teoria), você desiste no segundo tópico da lista. rsrs


Mas aí beleza, você não pensa mais, vai lá e páááá, fica grávida. Tudo lindo, maravilhoso, obrigada meu Deus! Mas e agora? Conto como para o Mateus? Ai, ele queria, mas será que vai ficar enciumado? Meu Deus, como vou amar outra pessoa como o amo? Ui Ui Ui, se você for uma pessoa mimizenta tipo eu, vai chorar dias e noites...hahaha Eu chorei! Gente, que loucura. Quase surtei, comecei numa paranóia que Mateus ia se sentir menos amado. Mas aonde gente? Jamais que isso aconteceria, mas é, eu senti um monte de coisas que não estavam no script, e muito menos haviam me contado que dava esse tilt aí, após o segundo positivo.


As emoções(pelo menos as minhas) de repente ficaram loucas e desorganizadas. Então vai lá fia, volta pra terapia. Voltei, me centrei, e o bonde seguiu.


Um parênteses aqui pra dizer que os filhos são nossos reflexos, no momento que entrei na nóia que Mateus estaria sentindo coisas(que talvez nem sentiu), como ciúmes e outros, parecia que tudo estava conspirando pra eu achar que ele estava sofrendo com a gravidez... Mas óh, nem sofreu assim. Depois que eu tirei essas coisas da minha cabeça, o menino voltou ao "normal". E eu descobri que, se eu tô bem, ele está também! Se eu estiver perdida, lascou tudo pra ele! hahahaha


Voltando... Dentre tudo que vivi, acho que oq mais pensei foi como Mateus, aquela pessoa mais importante da minha vida, que eu amava com todas as forças do meu coração, iria se sentir, depois que chegasse outra pessoinha em nossas vidas. Eu só pensava nisso, oq eu poderia fazer pra amenizar o impacto que uma irmã traria pra vidinha dele.


E mais uma vez ele me surpreendeu. Foi maduro e tranquilo. Chegou meio ressabiado no hospital, mas logo se apaixonou perdidamente pela irmã. Queria beijar 24h, cuidou e não mudou. Todos preocupados e ele, de boa na lagoa, levando tudo tranquilamente, como deveria ser. As vezes eu até ficava preocupada, por ele não externar nada. Mas a verdade é que ele também se encantou com o novo mundo que estávamos vivendo. Ter um bebê em casa, com ele curtindo tudo junto e ajudando, foi fantástico.


E aí naquele 09 de março, minha vida mudou para sempre. Eu nunca me senti tão completa, mas também nunca me senti tão exausta.


A Julia, ao contrário do Mateus(que foi um baby muito tranquilo), é uma bebê que demanda demais de mim, e mesmo com 7 meses rumo aos 8, ainda estou sobre o efeito dominador dela de ser...hahahaha


Ela é incrivelmente maravilhosa AND nervosa AND brava AND sorridente AND gostosona. rsrs


Me leva do amor ao contar até 10, em segundos...


Na caminhada de gravidez + esses intensos 7 meses, houveram muitos momentos de choro e desespero, onde eu não dei conta nem de mim, quem dirá dar conta de ficar com ela e com ele..., Dias que ele me esperou na sala, que eu estava no quarto rezando pra ela dormir logo, e quando finalmente eu estava livre, ele já tinha dormido! Quando estamos na quinzena que meu esposo fica fora, as emoções ficam a flor da pele e o cansaço também. Ter dois e ser uma, é uma missão ainda mais difícil. As semanas em que meu esposo estava fora, por conta do trabalho, foram muitas vezes terríveis. E eu chorei. Ô, vivo chorando, choro muito, até hoje. rsrs


A questão é que ter um segundo filho, não é fácil. É lindo na foto, é lindo porque amar um filho é o amor mais intenso que há, mas ao mesmo tempo que é maravilhoso, é muito exaustivo.


Mas é tanto companheirismo, é tanta alegria em não estar mais sozinha, é tanto amor que não cabe no peito, é realmente UMA VIDA COMPLETA.


E olha, me pego sempre pensando que esses com toda certeza são os melhores anos da minha vida. Em um tempo não muito longe, eu estarei lembrando o quanto foi bom viver essa maluquice e correria de todos os dias.


Respira fundo e vai.. Não pensa muito! O tempo está passando e, apesar de todo o cansaço: VALE MUITO A PENA.



Sobre o segundo filho... nem pensa... Tenha logo! <3


E óh, esse monte de foto bunita aí que coloquei, é a concretização de um sonho, tá? Sonhei demais com esses momentos dos dois!


Até a próxima!


#erikices #mãededois #felizportervocês #meusamores #TeteuseJuju



Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Pinterest Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon

© 2016 criado por Érika DalCol 

Gestantes - <3
00:00 / 00:00